Matérias Primas Cervejeiras: Malte

A cerveja puro malte é aquela que utiliza 100% de malte de cevada em sua receita

Em geral quando falamos de malte estamos nos referindo a malte de cevada mas outros grãos como trigo, centeio, aveia, dentre outros, também podem ser utilizados para produzir cerveja. O objetivo principal da malteação é tornar o amido mais disponível, ativar enzimas que irão contribuir no processo de produção e contribuir com diferentes sabores na cerveja.

Na malteação o grão passa por uma etapa chamada de maceração onde os grãos são umedecidos para estimular a germinação, formar e ativar enzimas e modificar o amido. Depois o grão é submetido a um processo de secagem, para reduzir a umidade e posterior torrefação. O grau de umidade e torrefação do grão será determinante para as características do malte e personalidade da cerveja, impactando no paladar, aroma e cor da bebida. É possível produzir uma grande variedades de tipos diferentes de maltes variando temperatura de torrefação e nível de umidade. Sabores tostados, de caramelo, chocolate e café podem ser atingidos utilizando maltes mais escuros.

De acordo com a legislação brasileira é necessário utilizar um mínimo de 55% de malte de cevada para produzir uma bebida e denominar como cerveja e a cerveja puro malte é aquela que utiliza 100% de malte de cevada em sua receita. Algumas podem utilizar apenas um tipo de malte e outras podem utilizar uma combinação de tipos diferentes de maltes e outros grãos para agregar mais complexidade a receita.